junho 13, 2017

Cidades Green - Para visitar com a "On The Road" Viagens e Turismo

"Não vamos viajar apenas para riscar objectivos da nossa lista, ou para recolher pequenos tesouros para guardar em gavetas poeirentas em quartos vazios.
Em vez disso, vamos viajar para encontrar solos e telhados, e pequenos parques escondidos, onde nos sentaremos e demitiremos o tempo, uma substânca para ser gasta e consumida.

Preciso de sentir um local, enquanto estou nele."
Victoria Erickson, autora e coach de escrita criativa


Green

Este ano lancei-me no mundo das viagens!

Abracei um projecto fantástico e tenho agora a minha própria agência de viagens.

Já conhecem a "On The Road - Viagens e Turismo" ? 

Green


Hoje, venho apresentar-vos, não a On The Road, mas sim algumas cidades que podem visitar com ela. Cidades essas que têm a particulariedade de terem níveis elevados de ecologia. 

Victoria, Canadá

Esta cidade típica na orla ocidental do Canadá é muitas vezes ofuscada pela sua vizinha barulhenta do norte, Vancouver. Mas Victoria tem lutado muito para ser uma das cidades mais "verdes" do Canadá. Da avenida jardinada aos jardins e pomares tratados pela comunidade, mais os programas de "cidade-pomar", nos quais os residentes podem plantar e tratar árvores de fruta em espaços publicos, é uma cidade ecologicamente envolvente que vale a pena visitar.

O Parkside Hotel & SPA é um hotel sustentável, concebido para trazer o interior para o exterior e o exterior para dentro. 


Chicago, EUA

A beleza de Chicago não reside só na sua fantástica arquitectura urbana, mas também no aglomerado de espaços verdes bem preservados. Com mais de 580 parques, além de jardins, espaços verdes e praias, a cidade Ventosa é a casa de um dos maiores jardins de telhado. Com cerca de 10 km2, o City Hall Rooftop Garden ocupa o topo de um parque automóvelsubterrâneo. Já o jardim comunitário City Farm é um projecto agrícola que transforma cimento e ervas daninhas em agricultura sustentável, embelezando a cidade ao mesmo tempo.


Singapura

A cidade mais verde da Ásia criou o seu primeiro plano Singapore Green Plan em 1992 para assegurar o tratamento de água, ar e terra. Os jardins da Baía exibem uma floresta sob umacúpula e a Flower Dome, a maior estufa de vidro do mundo, repleta de flores e plantas. As icónicas superárvores são o expoente máximo das cidades "verdes", com as suas estruturas de aço em grande escala que incluem paineis solares que geram energia e retêm a água das chuvas para usar nos jardins. 
No restaurante Indochine, é possivél jantar no topo destas árvores!


Oslo, Noruega

Numa localização geográfica única, Oslo fica na ponta de um fiorde que se estende até ao centro da cidade. Com imensos espaços verdes, a cidade conta também com rios, florestas, lagos e cerca de 95% dos cidadãos têm acesso a um espaço verde a menos de 300 metros da sua casa. Por causa disso, a vida selvagem dentro e à volta de Oslo é abundante. 
O mais recente projecto chama-se vulkan, um exemplo de sustentabilidade urbana, que aposta na partilha de recursos e autossuficiência.


Milão, Itália

A arquitectura biológica está a ganhar terreno na segunda maior cidade italiana, com a transformação hortícola de alguns arranha-céus, pela mão do arquitecto local Boeri Studio.
O parque Sempione é  maior espaço verde em Milão. Um coliseu em escala menor, o magnifico aquário e o Triennele Design Museum tornam-no imperdível.


Green